Copenhagen 2

Para ir de Barse até Copenhagen é preciso pegar um trem e a viagem demora de 1 a 1 hora e meia. Precisa comprar a passagem numa máquina com cartão com chip. Minha prima tinha um cartão de passagens, então ela me emprestou e paguei pra ela. Isso facilitou e muito. Minha estação era Lundby (se procurar no Google, aparecem várias Lundby inclusive em outros países).
image

Com o cartão, era só passá-lo nesse círculo azul em pequenas torres por todas as plataformas. Não há catracas. No entanto, há fiscais de bordo que pedem para ver os tíquetes e máquinas para conferir os cartões. Outra coisas que ajuda muita são os painéis avisando qual trem, qual destino e em quanto tempo estará na plataforma para sair ao destino.

image

Num dia de sol, fomos a um Shopping Center de carro. A estrada é ótima e com bom fluxo. Todo mundo sai para passear quando o tempo está bom. Ainda estava um pouco frio quando fui pra lá, uns 11 graus. Mas isso pra os dinamarqueses é quase verão. Demoramos quase uma hora, numa velocidade boa e sem paradas. E o shopping era gigante. Já no estacionamento dá pra ter uma noção, porque são diversas pistas de carros e chancelas com máquinas de tíquetes.

image

O trem era bem confortável. A primeira viagem foi incrível. Sabe como é, novidade, fotografei tudo. Quero dizer, fotografei tudo de nada, porque o trajeto é basicamente campo. Perto das estações é que aparecem casas e igrejas. Bem coisa de cidade pequena. O tempo passou rápido. Já nas outras viagens, parecia uma eternidade… Esqueci de comentar que em todos os trens que peguei, tinha um visor com a próxima parada. O aviso de voz não foi em todos. Acho que somente em um não teve. O Google Maps foi bem preciso, mas ter o visor ajuda muito e dá segurança pra quem não conhece nada de lá. Apesar de que não tem problema, porque todo mundo fala inglês… Talvez as pessoas de mais idade não. Ah, esqueci de dizer que a passagem é cara. Não lembro direito, mas era em torno de 100 coroas dinamarquesas ida e volta.

 

 

image

 

A estação central de Copenhagen é linda. Enorme. Teto super alto. Várias lojas e lanchonetes, cafeterias. Mas não tem lugar pra sentar, então não dá pra descansar entre viagens longas. Tem um monte de pombas voando por dentro. Desculpa a foto tremida…

image

Num desses passeios, fui com minhas primas pela maior rua de comercial somente para pedestres da Europa, a Stroget. Fomos por toda ela e é longa mesmo, várias e várias quadras. Aí me dei conta como é bom passear com nativos: tive mais noção do valor da coroa dinamarquesa e consegui comprar coisas bem baratas. Mesmo quando tu vê a cotação da moeda, é difícil ter noção do valor das coisas. Eu sempre perguntava pra elas: isso é barato? Isso é caro? E quase sempre a resposta era: isso está caro. Lojas de souvenirs são caras. Mas com minhas primas, fomos em lojas que estavam em promoção. Para se ter uma idéia, comprei um par de botas de solado alto e com interior de pelúcia para minha mãe de DKK200 por DKK50 o que na época, eram R$25.

 

image

Uma coisa legal na Europa e que o pessoal não se mixa pro mau tempo ou frio. E saem com as crianças e bebês na boa, sem frescura.

image

 

Num dos dias que fui passear sozinha, fui no Museu Nacional Dinamarquês. Dá pra ir a pé da estação Central, apesar de ser uma razoável caminhada. Passei por esse canal que é a típica paisagem de Copenhagen.Por fora, parece um prédio comum, pequeno. Mas depois que a gente entra, parece que não acaba mais. Eu fiquei quase a tarde toda e fui somente até a sala 23. Minha prima mora lá há 22 anos e disse que não conseguiu ver tudo ainda. Isso que ela é professora e vai lá várias vezes.

 

 

 

 

image

 

image

O mais legal do Museu é que ele é gratuito. As cidades européias são famosas por serem caras, principalmente na Escandinávia. Um excelente passeio e de graça.

 

 

 

image

 

 

Outro passeio legal é a Torre Redonda. A entrada é paga, mas é barata. Paguei DKK23 e pode ficar quanto tempo quiser, dentro do horário de visitação. Dá pra ir a pé do Museu, mas é uma pernadinha.

 

 

 

imageimage

A torre não tem escadas ou degraus, mas apenas uma rampa. Isso porque o rei Christian queria subir a cavalo… Mesmo assim, a subida e meio puxada. Mas vale a pena, porque dá ora ver toda a cidade. Só tem que tomar cuidado com os bolsos, pois lá também tem os famosos ladroezinhos de turistas.

image

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s