Manteiga caseira

Nossa, tenho aprendido tanta coisa!

Dessa vez, aprendi a fazer manteiga! Nunca tinha pensado nisso! E e tão fácil!

Pode ser feita com creme de leite ou nata. Preferi a nata, pois tem 48% de gordura e por isso, rende mais manteiga.

A nata tem uma boa consistência e e fácil de trabalhar com ela.

image

Despejei o conteúdo do pote num bowl de alumínio e separei um pouquinho em outro pote, porque adoro nata.

image

Com um fouet ou batedor de arame, fui mexendo. Não precisa de rapisede a nem força. Só vai precisar se quiser que seja bem rápida a obtenção da manteiga, mas não precisa. Vai por m que não demora.

image

Em alguns segundos, vira chantilly.

image

Em menos de 2 minutos, começa a ficar durinha e amarelinha.

image

Lá pelos 4  minutos, começa a soltar um líquido que nada mais e que o buttermilk. Alguns chamam de leitelho. Nunca vi receitas ou nos supermercados daqui. Mas vejo que e muito comum nos EUA e Canadá para bolos, chocar-se e molhos.

image

Fui separando o líquido, depois passei no coador. Fica parecendo um leite super integral.

image

Não rendeu tanto porque eu devia ter apertado mais a manteiga com a colher.

image

Ficou macia, leve e uma delícia! Mais leve e gostosa do que as que se compra no super. Vale muito a pena! Tanto pela facilidade – fica pronta em menos de 10 minutos – quanto pelo sabor. Mas o principal e o gasto. Só a manteiga a mais barata que achei custou R$3,59. A nata que rendeu um pouco de nata, buttermilk para um bolo e manteiga, custou R$3,79.

Advertisements

Sorvete caseiro

Descobri como fazer sorvete em casa pra esses dias de calor. Barato e relativamente fácil.

Basta congelar as frutas de preferência e bater no liquidificador. Se for bem potente, não precisa acrescentar nada. No meu, preciso por um pouco de líquido pra ajudar. Mas bem pouquinho. Prefiro colocar o iogurte que eu mesma faço. Tem que ajudar mexendo e apertando um pouco. Só cuidado pra não quebrar o utensílio quando enfiar no copo do liquidificador. Eu prefiro desligar e mexer manualmente e ligar de novo.

Uma fruta que dá uma excelente consistência e a banana. Sempre misturo com alguma outra.

O último que fiz foi de mamão e banana. Não precisa adicionar açúcar ou adoçante, pois as frutas já são bem doces. O ideal e que estejam bem maduras para adoçar bem.

Como nunca descobri isso antes??

image

image

Parece sorvete mesmo. Geladinho, doce, consistente, cremoso.

Já tentaram fazer? Qual o sabor preferido?

Iogurte natural desnatado para sempre

Eu adoro ver programas de culinária, mas de receitas fáceis de fazer e com ingredientes fáceis de encontrar.

Vi várias receitas de iogurte natural e pareceu bem fácil. Até que vi umas duas ou três de iogurte natural desnatado e resolvi tentar.

Eu já tinha em casa um copinho de iogurte natural desnatado. Comprei no Zaffari por R$1,18.

image

Coloca um litro de leite desnatado para ferver.

image

Deixa amornar e tira a nata, aquela próxima que fica na superfície. Como e desnatado, não fica muito.

image

Mistura o conteúdo do copinho com o leite morno.

image

image

Tampa e não mexe mais por umas 6 horas no mínimo. Não tem um tempo exato, pode demorar mais.

O primeiro que fiz ficou bem líquido. O segundo já ficou mais cremosinho. Não vai ficar durinho igual ao do supermercado, porque não tem espessante e o leite e desnatado.

Pro pessoal aqui de casa, dura uma semana.

Ah, guardando o equivalente a 170g do novo iogurte, pode repetir a receita e fazer mais. Assim, não precisa comprar iogurte nunca mais. Imagina, iogurte pro resto dá vida por.R$1,18? Como eu nunca soube disso antes????

Ontem, eu não tinha nenhuma fruta em casa para misturar, então coloquei umas gotinhas de adoçante, adicionei uma colher de café de essência de baunilha e uma colher de chá de chia. Deixei umas horas na geladeira, para a chia hidratar e formar aquele gel. Assim, fica mais consistente e dá pra comer.de colher. Ficou uma delícia!

Experimentam e me digam como ficou, o que acharam.

The book of life – Festa no Céu

Vi no cinema a versão brasileira em 3D do filme ‘The book of life’, que ficou ‘Festa no céu’. E adorei, recomendo pra ver sozinho ou com as crianças.

Desenho do produtor Guillermo del Toro, mais conhecido pelo ‘Labirinto do Fauno’ e ‘Hellboy’, super original com elenco original Diego Luna (Manolo), Zoe Saldanha (Maria), Chaning Tatum (Joaquin) entre vários outros. Curiosamente, não vi nos créditos os dubladores brasileiros… Reconheci a voz da Marisa Orth como La Muerte e o excelente Mauro Ramos como Xibalba. Já ía esquecendo do Thiago Lacerda.

Crianças bagunceiras numa visita guiada ao museu no qual uma guia diferente mostra para eles o “Livro da Vida”. Conta uma das histórias, baseadas nas tradições mexicanas, envolvendo três mundos. Catrina (ou La Muerte) é uma deusa que governa a Terra dos Lembrados e tem uma relação confusa com Xibalba, o governante da Terra dos Esquecidos. Eles estão sempre fazendo alguma aposta. Desta vez, no Dia dos Mortos (uma comemoração muito tradicional do México), apostam com quem Maria, filha da maior autoridade da cidade de San Angel, vai escolher se casar: com o violinista Manolo (escolhido por Catrina) e Xibalba não poderá mais interferir no Mundo dos Vivos ou o herói Joaquim (escolhido por Xibalba que passa a governar, também, o Mundo dos Lembrados).

O visual é incrível – muito colorido, vários personagens queridos. Mas não precisa ver em 3D, não tem tantos efeitos assim que precise investir nisso. O Mundo dos Lembrados é um dos lugares mais bonitos e criativos que já vi em um desenho.

No entanto, não dá pra esperar muito do roteiro. É bem legal, divertido, o tempo passa rápido. Só que tem alguns momentos bem lentos em contrapartida de alguns momentos em que é correria louca. E parece que misturou um pouco a cultura do México coma Espanha, mas tudo isso dá pra relevar e curtir o filme numa boa. Mistura várias histórias como Romeu e Julieta, o clássico triângulo amoroso. Um diferencial é a donzela que não é indefesa, que vai batalhar para defender seu povo e não vai se entregar de bandeja por uma cantada ou uma foto autografada.

Achei a dublagem brasileira muito boa, mas acho que teria sido melhor se fossem os dubladores profissionais. Gosto muito do Thiago Lacerda e da Marisa Orth, mas não foram muito bem na dublagem. Continuo achando que os dubladores profissionais brasileiros são excelentes, não precisamos de atores famosos que não tem treino para dublar desenhos e filmes para chamar público. As músicas ficaram meio estranhas, mas não ficaram ruins. Eu tava olhando no youtube as versões originais e ficaram melhores… É que muitas vezes parece que as palavras são encaixadas nas versões brasileiras, ficam com sentido bem estranho.

O que achei muito original e gostei muito foi a abordagem da morte pela cultura mexicana no filme. Assim fica muito fácil passar para as crianças a ideia de que a morte não significa só dor e tristeza. Se continuarmos lembrando de nossos entes falecidos, eles sempre viverão onde quer que nós queiramos – em outra dimensão, em nossos corações. E lembrar a vida dos que já morreram e como nós os amamos é sim motivo de festa.

Enfim, vejam e comentem! Vale a pena para quem gosta de passar uma tarde se divertindo com filme leve, divertido e muito colorido e bonito.

The perks of being a wallflower

Eu vi de novo hoje, meio sem querer. Eu não iria ver nenhum filme, mas acabei ‘esbarrando’ nele e acabei dando uma olhada.

Esse filme e tão legal que não consegui parar se ver. E triste, mostra a amizade de maneira tão bonita e simples. Às vezes, a amizade e gratuita. Não precisa ter nada em comum, não precisa ter um interesse ou ganho. Basta querer.

A trilha sonora e outro achado. Muita música legal. Eu gostei até dá música de um vídeo de um fã.

A parte em que o Patrick faz um brinde ao Charlie me faz derreter como manteiga de tão querido e importante e o que ele diz.

Triste ver o Charlie lembrando o.que aconteceu com ele, porque no início do filme ele conta que teve um ano difícil. Ao mesmo tempo, bonito de ver a família ajudando e tentando apoiar.

E quando ele menos espera, os amigos reaparecem. E o aceitam como ele e, o Patrick chega a brincar com os.prontas só Charlie.

Não adianta, eu choro. Pelas partes tristes, mas principalmente, porque parece que não existem pessoas assim. Que se importam, que se amam, que são humanos. Agora, parece que as pessoas não sentem nada ou sentem demais. Muitas redes sociais e opiniões fortes em posts, mas pouca atitude no contato físico.

Enfim, vejam. Vale muito a pena. E comentam aqui o que acharam.

Cronograma capilar – reconstrução

Chegou a vez de outra reconstrução. Mas estou sentindo diferença. Parece que meu cabelo está retornando e se recuperando.

Como eu tinha feito a nutrição antes de ontem, meu cabelo ainda estava limpo e bem cacheadinho. Incrivelmente com pouco frizz, mas com bastante volume.

Então, lavei somente uma vez com shampoo Niely Gold Reconstrução Profunda. Bem espesso, não espalha com facilidade. Faço massagens circulares somente no.couro cabeludo, não passo shampoo pelos fios. Isso porque só quero limpar o couro cabeludo, não quero tirar a hidratação nem nutrição dos fios que ainda estão precisando de tratamento.

Fiz uma mistura de Novex Queratina Absoluta e uma colher de sopa de queratina líquida Niely Gold. Afinal, a reconstrução serve para repor a queratina do cabelo.

Separo os cabelos em duas mechas grandes e espalhou a mistura por toda a cabeça, sempre evitando a raiz para não deixar pesado ou oleoso. Passei meu pente antiestatico de dentes largos para ter certeza de ter espalhado bem o creme. Faço bastante massagem pelo comprimento dos fios. Aquela mesma que fazem no cabeleireiro.

image

image

Aproveito para umedecer a fralda com água morna, enrolo na cabeça e ponho a época.metalizada logo em seguida. A fralda e bem absorvente, fácil de manusear e ajuda na absorção dos produtos nos fios. A touca mantém o calor e umidade da fralda, ajudando ainda mais na absorção do tratamento. A metalizada e melhor que a plástica porque retém o calor, não perde.

image

image

Depois de 30 minutos, enxaguei e passei condicionador Seda cachos comportados para fechar as escamas dos fios. Ajuda a manter mais tempo o resultado do tratamento e protege mais o fio. Aí, e só lavar com água gelada. Fecha bem as escamas e ainda dá mais brilho.

Finalizo com creme para pentear Monange com Hidrashine misturado com água num borrifador. Assim, facilita a aplicação e economiza bastante produto, porque rende muito mais. Para ter uma idéia, um pote durava um mês no máximo. Agora, já devo estar no terceiro mês de uso do mesmo pote.

image

Passo o creme por todo o cabelo, menos na raiz para não deixar pesado ou oleoso. Vou passando os dedos pelos cabelos, espalhando bem o creme e amassando para ajudar a formar os cachos.

Sempre deixo secar ao natural. Só uso secador no inverno quando está muito frio e muito tarde, que não vai dar tempo de secar antes de dormir.

E ficou muito bom. Estou encantanda com o resultado. Bem cacheado, sem frizz, perfumado, macio e com brilho.

O que vocês acham? Vocês também fazem? Do mesmo jeito? Com mesmos produtos?

image

image

Horário de verão, seu lindo!

Se e uma das melhores coisas que já inventaram foi o horário de verão.

Incrível poder fazer aquele happy hour ainda de dia, correndo o risco chegar em casa ainda de dia.

Poder aproveitar um pouquinho de sol depois de ficar o com todo fechada num escritório.

Economizar na conta de luz, porque demora pra precisar acender interruptores.

Se dar conta de que são 20h e ainda não está escuro!

Por mim, podia ficar até 20 de março, quando acaba o  verão.

image

Quando me apaixonei por aquele garoto – parte 2

Ficamos todos muito felizes com a separação das turmas. Eu fiquei com todos os colegas que eu gostava e conhecia.

Parecia que a minha turma era a dos nerds. E aquele garoto não era nerd. E ele era tão legal que ficou amigo de todos os nerds, sem deixar de se dar bem com os populares e bonitos. Aquela separação clássica no colégio.

Eu era bem amiga dos cdfs. E sempre me deu bem com o Leo. Por coincidência, o garoto ficou super amigo do Leo. E o Leo sempre vinha falar comigo. Na hora do recreio, do almoço, fazer trabalho junto.

E a gente foi ficando amigo, eu e o garoto. Mas ainda nada demais. Como toda guria no colégio, eu gostava de ficar olhando os garotos mais velhos.

Um dia, na época das festas juninas, eu estava pegando um solzinho na arquibancada da quadra aberta com a Dora, minha melhor amiga. Curiosamente, a Dora e o Leo não se davam bem, mas sempre estávamos juntos. Então, ele veio com o garoto para pegar um sol com a gente. Daqui a pouco, o garoto comenta: hoje, faz mais um ano que estou em terapia. E olhando pra mim. Ficamos todos quietos, não sabíamos o que ele queria dizer com isso. Todos sabiam que os pais dele eram separados havia bastante tempo.

A Dora ficou toda empolgada, achando que ele estava contando aquilo pra mim, como que demonstrando que queria que eu soubesse um segredo dele. Não dei bola. Afinal, não foi só pra mim, tinha mais gente junto.

E cada vez mais andávamos juntos. E o grupo foi crescendo. Chegou um momento em que praticamente toda a turma andava junto. Menos uma nojenta que tinha entrado no colégio naquele ano e não sabia que turma escolher. Mas ela era feia do tipo metida a popular. Aquele tipinho clássico que judia dos nerds e se acha o máximo. Que tem namorado bem mais velhos, bebia e fumava escondido.

E então se juntou só nosso grupo o Caio. Ele tinha rodado no ano anterior. Os pais estavam se divorciando e ele não queria papo com ninguém. Mas com a gente ele gostava de ficar. Se dava super bem com o garoto. Então, estávamos sempre juntos eu, Dora, Caio, Leo e o garoto.

O Caio tinha 15 anos e já dirigia. A mãe dele deixava vir de carro pro colégio. Imagina, que louco. Mas ele dirigia super bem, parecia mais velho e era bem responsável. Trazia a irmã mais nova lei colégio também. Então, nos passeios, a gente não ia de ónibus escolar: a gente ia de carro com o Caio. As outras turmas se mordiam, era muito engraçado.

E minha amiga se apaixonou pelo Caio. E parecia que ele gostava dela também. Mas nunca rolava nada.

Com essa convivência toda, a gente gostava até das mesmas músicas. Apesar da minha preferida ser On the turning away e ele preferir Wish you were here do Pink Floyd.

E ele sempre falando comigo, me dando atenção. Mas nunca me disse nada. E eu fui achando cada vez mais bonitinho isso.

Até que um dia de noite, a Dora e outra amiga minha estavam comigo escutando músicas bainha casa e eu senti. Não conseguia para de pensar nele, estava sentindo saudade, mesmo tendo passado o dia todo juntos no colégio. Jamais vou esquecer: eu tava escutando a música Soldados do Legião Urbana. Senti vergonha, me senti boba e fui no banheiro. Quando saí, as meninas perguntaram o que houve, eu estava estranha. Contei envergonhada que estava apaixonada. Elas riram, porque não havia motivo para vergonha, super natural. E quem era o sortudo??? Ele, o garoto. O garoto mais legal daquela turma. Daquela série. Daquele colégio.

To be continued …

Cronograma capilar – nutrição

Mais uma nutrição no meu cronograma capilar.

Como eu lavei na sexta-feira, hoje não estava oleoso nem sujo. Mas como não tenho prendido o cabelo para dormir, estava com bastante frizz.Então, lavei uma vez só com shampoo Seda cabelos cacheados. Limpa bem e não deixa ressecado. Lembrei que o Elseve para cabelos cacheados deixava o cabelo pesado.

image

Fiz uma mistura de Novex Óleo de Argan com duas colheres de sopa de azeite de oliva. Isso porque na nutrição e o momento de usar óleos e manteigas para reposição lipídica.

image

image

Separei o cabelo em duas mechas grandes. Espalhei a mistura por toda a cabeça, sempre evitando o couro cabeludo, para não deixar pesado ou oleoso.

Umedeci uma fralda com água morna e enrolei na cabeça. Serve para manter a umidade e o calor nos fios e assim, ajudar na absorção do tratamento. A fralda e bem absorvente e fácil de manusear, sem fazer muito volume.

image

Em seguida, pus a touca metalizada. Mantém a fralda quente e úmida, melhorando ainda mais na absorção do creme pelo cabelo. A touca tem uma espécie de esponja por dentro que mantém esse calor e umidade.

image

Depois de 30 minutos, enxaguo e passo condicionador Seda cachos comportados. Fecha as escamas dos fios, ajuda o tratamento a durar mais. Retiro com água gelada. Além de fechar bem as escamas, protege melhor e dá mais brilho.

Enrolo uma toalha apenas para tirar o excesso de água. Não esfrego para não embaraçar mais e evitar que arrebente os fios, ou cause mais frizz.

Finalizou com creme para pentear Monange misturado com água num borrifador. Faz o creme render mais, fica fácil de manusear e economiza. Ponho um pouco na mão e vou passando por todo o comprimento do fio. Depois, amasso para ajudar a formar os cachos. Mas não passo tanto que faça o cabelo ficar duro.

image

Depois de seco, posto as fotos de como ficou.
image

image

image

O que acharam?

Adoro horta em casa

Nunca tinha posto em prática a ideia de fazer horta em casa. Minha mãe e meu pai sempre se metiam e nunca dava certo.

Desde que comecei a consumir orgânicos, me dei conta de que era melhor para a saúde.

Mas o que me deu o empurrão mesmo foi o preço dos orgânicos. Gastar R$30 por semana na feira e mais transporte, não dá.

Resolvi aproveitar meu pátio e plantar. Tudo que aparecer.

Primeiro, tentei saldanha com as sementes de pacotinho. Brotou tudo. Fiquei muito feliz. Aí deu uma chuvarada e matou tudo.

Comprei rucula e veio com raiz. Plantei e deu certo!

image

Quando favor salada, tiro as sementes do tomate. Plantei. Agora, tem um monte de brotinhos e uns dois pés já grandinhos.

image

Eu tinha um pacotinho de semente de couve verde. Hidratei e quando abriu os brotinhos, plantei nos vasos. Quando estiverem com uns 5 cm de altura, vou plantar no chão mesmo.

image

Plantei raiz de uma cabeca de alface.

image

Minha mãe plantou a tampinha de um rabanete.

image

Comprei hortelã, cortei as folhinhas e plantei os caules.

image

Também comprei manjericão, cortei as folhas e plantei os cabinhos.

image

Ag, já estava esquecendo da cebolinha. Cortei parte, plantei as partes branquinhas. Já colhi umas três vezes.

image

image

Só cenoura que ainda não deu. Taça bem brotada, mas minha mãe foi remexer a terra, dizendo que tava muito dura e acabou matando…

image

Então, daqui a pouco, vou economizar uns R$20 de feira. Afinal, tem rucula, tomate, rabanete, cebolinha, couve, alface.

Pode parecer besteira, mas eu ficou muito feliz de ver que eu to conseguindo levar minha hortinha adiante.