Sherlock – BBC

Não é novidade que os fãs de “Sherlock”, da BBC, esperam ansiosos a próxima temporada. Mas é fácil de saber por quê: excelentes roteiros, ótimos atores e, claro, pra mim, o melhor: a trilha sonora. No início, não achei nada demais nas músicas. Na primeira temporada, percebe-se uma unicidade que acaba dando um caráter mais sério ao programa. Claramente, é baseada na trilha sonora do filme estrelado pelo excelente Robert Downey Jr.

Para variar, vi o alvoroço na internet, que tinha disponível no Netflix e não levei muita fé. Num desses dias de insônia, acabei vendo o primeiro episódio. Opa, o Bilbo – deve ser legal, vou dar uma chance e continuei vendo. Esse Sherlock – já vi em outros filmes, em pequenos papéis. Bastaram alguns minutos para que eu achasse uma coisa boa – o que são as falas gigantes do Holmes? Esse ator tem que ser bom pra conseguir atuar e falar tudo aquilo, tão rápido e com uma confiança que chega à arrogância?! Divertido, interessante, química perfeita entre os personagens e não são só 20 minutos por vez.

A primeira paixão surgiu com “A Scandal in Belgravia”. Incrível como a música foi tão bem elaborada: é possível relembrar tudo o que acontece somente por ela. Principalmente, quando ELA aparece. Sim, The Woman. Difícil escolher, mas esse vídeo traz uma montagem que é perfeita. Quando vi a parte “I’m actually not gay.” ‘But I am. Look both of us now…”, me dei conta – olha só pra mim agora…

Por sorte, como demorei pra começar a ver, já havia sido lançada a terceira temporada. e, de cara, me apaixonei pela música “How it was done”. Dá pra acreditar no talento desse pessoal que produz a música??? É totalmente diferente das outras músicas da trilha, transmite totalmente a ação, suspense e força do roteiro. Aí, foi amor mesmo.

E a adição de “Donde estás Yolanda?” foi perfeita.

Fico impressionada com a fama que o protagonista alcançou. Porque eu acho que o gênio é o Mark Gatiss. Os vídeos que vi de entrevistas dele, é um querido, engraçado e inteligentíssimo. Não entendo como a mulherada enlouqueceu com o Benedict. O detalhe é que se apaixonaram pelo personagem. Parece que o ator é bem tranquilo, fala mansa, super atencioso com os fãs e bem simples. Como a mídia consegue transformar as pessoas. O cara virou símbolo sexual, sem ser bonito, sem ter o corpaço que normalmente os escolhidos têm. No filme Star Trek, ele já está bem diferente, percebe-se que levou um belo trato e começou a aparecer super bem vestido, cabelo impecável nos eventos. E passou a ser convidado para grandes eventos. E ele já era excelente ator. Eu comentei que fez pequenas participações, mas de grande impacto nas histórias dos filmes dos quais participou – a não se em “Whistleblower” no qual é só uma ponta mesmo, mas foi bem porque até engana com sotaque americano. Em “Desejo e Reparação”, o papel dele é imprescindível para que tudo aconteça e ele mal era mencionado. Lembro que fiquei chateada pelo personagem dele em “A Outra” (The Other Boleyn Girl). Ele era o marido da personagem da Scarlett Johansson, com direito a cena de núpcias e nem apareceia nos primeiros créditos. Espero que o sucesso não suba à cabeça e esqueça dos fãs. Mas também, não dá pra condenar e, porque as fãs extrapolam. E, na Inglaterra, os papparazzi não saem de cima. O cara já sofreu até cyberstalking… Tem que ver “Third Star”,”Hawking” e o curta “Inseparable”.

Além disso, a voz é outro talento. Vi alguns documentários da BBC Earth e National Geographic, mas não achei diferente de outros narradores, muito bom mas tão bom quanto outros narradores. No entanto, depois dessa fama toda, ele fez “Jerusalém”: quanta diferença! As propagandas para Jaguar, Google. Sinto muito mais impostação de voz, abusando dos graves, demonstrando muito mais confiança. Apesar de que nas leituras de livro e apresentações de rádio, ele parecia já ter essas características.

Só não acho justo que demorem tanto para fazerem a quarta temporada. Principalmente, por motivo de ‘agenda’dos atores, produtores e roteiristas. Gente, foi essa série que mostrou vocês pro mundo. É por causa dos fãs dessa série que vocês conseguiram outros trabalhos e valorizassem outros trabalhos já feitos. Tem que arranjar um tempo na agenda. Consegue arrumar tempo para outros trabalhos, então consegue tempo para “Sherlock”. Tudo bem que são várias pessoas envolvidas, mas tá faltando um pouco de boa vontade…

Enfim, que venham mais temporadas de “Sherlock”. Mark Gatiss, faça sua mágica novamente – já conseguiu juntar todos esse povo para 3 ‘seasons’, faça de novo!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s